Total de visualizações de página

Páginas

domingo, 30 de maio de 2010



Há tempos estava querendo postar esse vídeo. Assisti recentemente ( novamente ) a minisérie Queridos Amigos e gostaria de compartilhar e sugerir à vocês a tocante experiência. Escrita por Maria Adelaide Amaral e inspirada no Livro da autora " Aos meus amigos" conta a história de um grupo de amigos que viveu o período da ditadura militar de maneira intensa politicamente, afetivamente e culturalmente e que seguiu caminhos diferentes se reencontrando novamente em 1989, por iniciativa de Léo, protagonista da minisérie.
É tocante, poética e coloca o afeto no centro de tudo. Nos traz emoções que o individualismo capitalista tanto nos faz esquecer. A cena acima, na minha opinião, é a melhor de todas. Não dá para não repensar a sua vida depois de assisti-la, aliás, depois de assistir toda minisérie. A música, sugestão de livros, filmes, o contexto politico, tudo é de grande qualidade e muitas vezes serve mais do que qualquer análise. Termino com a frases de Léo "as diferenças não podem ser maiores que os afetos" Enfim a minisérie toda está no Youtube ou à venda pela internet. Caso não possam assistir assistam ao menos a cena postada acima. Vale a pena!
Um abraço!
Maíra Nobre

3 comentários:

  1. Silvia Nascimento3 de junho de 2010 13:23

    Adorei a indicação querida!
    Este trecho da minissérie Queridos Amigos de Mª Adelaide Amaral, é simplesmente emocionante. O diálogo entre os amigos (Léo, Pedro, Tito e Ivan), nos encanta os atos carinhosos, de afetividade e intimidade partilhada.
    O reencontro dos amigos traz recordações, dissabores, e saudades de um tempo cheio de dificuldades econômicas (inflação no Brasil) e políticos e sociais (queda do muro de Berlim, a criação da nova Constituição Brasileira/88) entre outros marcos históricos como o fim da ditadura no Brasil(1961-1985).
    Entretanto, o elo fraterno permanece entre eles.
    Tal fato nos faz repensar nossas relações fraternas no cotidiano.
    Ter amigos é essencial! Ajuda-nos a colorir nossas vidas, dar conselhos, faz companhia, escuta nossos desabafos e gritos de euforia...
    Enfim se emocionar conosco...
    A amizade é fundamental para a nossa aprendizagem!
    Estou aprendendo muito com você amiga!

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga Silvia pediu para corrigir:
    ...fim da ditadura no Brasil(1964-1985)...

    Gosto demais de você amiga!

    Obriga pelo comentário! É muito bom aprender com você!

    Maíra Nobre

    ResponderExcluir
  3. Apesar de não ter assistido esse filme, percebi pelo comentário que está postado que as cenas são fortes e mostram uma realidade afetiva entre amigos que não deixam morrer uma amizade verdadeira.

    ResponderExcluir